Agenda do Setor

4° Fórum de Políticas Públicas da Saúde na Infância da FJLES

eve 22 09 2022 1

Inscreva-se para o Evento Presencial

INSCREVA-SE

Assista o Evento Online

ASSISTIR NO YOUTUBE

O enfrentamento da insegurança alimentar e fome entre crianças e adolescentes é o tema do encontro que acontecerá no dia 5 de outubro

No dia 5 de outubro acontece o 4º Fórum de Políticas Públicas da Saúde na Infância, promovido pela Fundação José Luiz Egydio Setúbal, sob o tema “insegurança alimentar em crianças e adolescentes”. Haverá mesas temáticas para debater o assunto com base nas experiências práticas de enfrentamento que vão da articulação local, passando pelo uso da tecnologia e inteligência artificial a políticas redistributivas.

O evento híbrido acontecerá em São Paulo, no Centro de Convenções Rebouças, das 8h às 13h, com transmissão ao vivo pela Canal Saúde na Infância no YouTube. A Stanford Social Innovation Review SSIR fará uma edição especial da revista com base no evento e publicação dos oito estudos de casos sistematizados sobre o enfretamento da insegurança alimentar entre crianças e adolescentes no Brasil.

A insegurança alimentar em crianças e adolescentes no Brasil

A alimentação inadequada durante a gestação de um bebê e nos primeiros anos de vida de uma criança podem causas danos irreversíveis a sua saúde e ao seu desenvolvimento e colocar em risco sua sobrevivência. Insegurança alimentar é quando alguém não tem acesso pleno e permanente a alimentos. Segundo o Relatório II VIGISAN – 2022 mais da metade dos domicílios brasileiros (58,7%) convivem com algum grau de insegurança alimentar e 33 milhões de pessoas estão passando fome no Brasil. O percentual de residências com crianças abaixo de 10 anos com insegurança alimentar grave praticamente dobrou de 2020 para 2022, passando de 9,4% para 18,1 %, e quando estes lares têm três ou mais pessoas com até 18 anos este número sobe para 25,7%.

Para José Luiz Egydio Setúbal “Segurança alimentar de crianças e adolescentes é um dos focos da nossa fundação para esta década. Mas a fome em crianças é urgente. Líderes empresariais, políticos e a sociedade como um todo devem desempenhar um papel central para ajudar a fazer que os investimentos e os esforços para erradicar a fome na infância aconteçam. Não podemos assistir inertes esse cruel processo de roubar o futuro das nossas crianças e de sermos uma sociedade melhor”.

Estudo realizado pela UNICEF em 2021 analisou os hábitos alimentares de famílias com crianças menores de 6 anos apoiadas pelo Bolsa Família, agora substituído pelo Auxílio Brasil. Os resultados revelam um nível relativamente alto de consciência sobre a necessidade de uma alimentação saudável, mas também demonstra a grande dificuldade das famílias em identificar o que é saudável ou não, bem como o alto consumo de ultra processados.

Este Fórum sobre “Insegurança alimentar em crianças e adolescentes” busca contribuir com discussões e informações de iniciativas e políticas públicas que possam contribuir no enfretamento da fome e assegurar o desenvolvimento saudável na infância.

Programação do 4º Fórum de Políticas Públicas da Saúde na Infância – “Insegurança Alimentar em crianças e adolescente”

8h | Credenciamento

8h30 | Abertura

Dr. José Luiz Egydio Setúbal, Presidente e Fundador da FJLES

8h45 – 9h45 | Insegurança alimentar e a saúde na infância

Dra. Luciana Rodrigues Silva, Academia Brasileira de Pediatria, Vice-presidente da Associação Médica Brasileira e Profª Titular de Pediatria UFBA

9h45 – 11h15 | Enfrentando a insegurança alimentar em crianças e adolescentes: desafios e conquistas

Debatedores:
  • Nelson Arns Neumann, Coordenador Nacional Adjunto e Internacional Pastoral da Criança
  • Saulo Faria Almeida Barretto, Fundador do IPTI – Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação
  • Caio Aoki, Prefeito de Tupã
  • Mediação: Ana Paula Bortoletto Martins, Pesquisadora do Nupens/USP – Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo
11h30 – 13h | Políticas redistributivas para a garantia de uma infância saudável

Debatedores:
  • Representante do UNICEF
  • Fabio Walterberg, Professor Associado de Economia da Universidade Federal Fluminense em Niterói e coordenador da pesquisa Renda Básica de Maricá
  • Márcia Maria Tavares Machado, Cientista Chefe de Proteção Social do Governo do Ceará e professora do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Mediação: Mariana Almeida, Diretora Executiva da Fundação Tide Setubal
Coordenação:

José Luiz Egydio Setúbal
Marcia Kalvon Woods
Marcos Paulo de Lucca Silveira

Sobre a Fundação José Luiz Egydio Setúbal (FJLES)

A Fundação José Luiz Egydio Setúbal, é uma fundação familiar que atua em iniciativas sociais dedicadas à melhoria da qualidade de vida na infância, ao conhecimento científico sobre a saúde infantil e à assistência médica infanto-juvenil. Compõem o grupo da FJLES o Hospital Infantil Sabará e Instituto Pensi, que compartilham do mesmo propósito “Infância Saudável para uma sociedade melhor”.

Para a Fundação a saúde infantil é um estado de bem-estar físico, mental, intelectual, social e emocional e não apenas a ausência de doença ou enfermidade. Crianças saudáveis vivem em famílias, ambientes e comunidades que lhes proporcionam a oportunidade de alcançar plenamente seu potencial de desenvolvimento. E entendemos a infância em sua abrangência até a fase adulta, do zero aos dezoito anos.

Norteados pelos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável e análise criteriosa do contexto brasileiro atual, definimos como focos prioritários desta década os temas da saúde mental, imunização e segurança alimentar.

Sobre o Fórum de Políticas Públicas da Saúde na Infância

O Fórum de Políticas Públicas da Saúde na Infância é uma iniciativa do programa de advocacy que tem como objetivo a geração e disseminação de conhecimento técnico-científico para contribuir com a formulação e a efetividade de normas e políticas públicas com impacto relevante na adoção de boas práticas para promoção da saúde na infância e adolescência. Para sua realização, a FJLES apoia outras organizações da sociedade civil e colabora com os setores público e privado.

Histórico

O 1º Fórum de Políticas Públicas da Saúde na Infância foi ocorreu em 2018 e antecedeu o 4º Congresso Internacional Sabará de Saúde Infantil. As vésperas da eleição presidencial, o Fórum contou em sua programação com o debate dos representantes dos candidatos a Presidência da República sobre seus programas de governo para a Saúde na Infância. Além disso, especialistas apresentaram os desafios para as políticas públicas para a saúde na infância, mortalidade infantil, obesidade e violência.

A segunda edição do Fórum foi realizada em 2020, e marcou o início da jornada da FJLES nos seus três temas prioritários para está década, com a encomenda de white-papers para especialistas sobre imunizações, saúde mental e segurança alimentar. Por conta da pandemia, ele foi realizado no formato híbrido.

A 3ª edição do Fórum foi realizada em 2022, tema “Violência e maus-tratos contra crianças e adolescentes – o papel da prevenção”. Realizado em parceria com o Nexo Jornal e com o apoio do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, da Coalizão Brasileira pelo Fim da Violência contra Crianças e Adolescentes e do Instituto Galo da Manhã, contou com três sessões de debates virtuais sobre o contexto brasileiro dos casos de violência contra crianças e adolescentes, a percepção nacional sobre esse tipo de agressão e maneiras de enfrentar e prevenir que crianças e adolescentes sofram tais abusos.

Os vídeos das 2ª e 3ª edição podem ser acessadas pelo canal do YouTube Saúde da Infância.

Inscreva-se para o Evento Presencial

INSCREVA-SE

Assista o Evento Online

ASSISTIR NO YOUTUBE