Associadas no combate a COVID-19

Mineração Taboca é a primeira empresa do Brasil em seu segmento a receber a certificação A2S – Ambiente Seguro e Saudável emitida pela FUNDAÇÃO VANZOLINI

not 22 02 2021 3

Melhores práticas em limpeza e sanitização dos ambientes levou a empresa a receber o selo nas unidades de Pirapora do Bom Jesus (SP) e em Pitinga (AM)

No enfrentamento à pandemia da Covid-19 duas unidades da Mineração Tabocas – Pitinga (AM) e Pirapora do Bom Jesus (SP) – receberam a emissão da certificação A2S – Ambiente Seguro e Saudável, com a implantação de um Comitê de Prevenção.

A certificação A2S é resultante do acompanhamento de todos os procedimentos e ações preventivas realizadas pela empresa nos últimos meses para assegurar a retomada e manutenção de suas operações, e a promoção de todos os protocolos de testes e procedimentos para garantir a segurança de seus colaboradores e visitantes.

De acordo com o diretor de Recursos Humanos da Mineração Taboca, José Flávio Alves, durante a auditoria realizada pela Fundação Vanzolini nas unidades, foram inspecionados itens – desde a gestão de limpeza e condições sanitárias das instalações, a adequação às condições de trabalho, políticas internas e monitoramento da qualidade do ar nos ambientes, dentre outros – que atestam o cumprimento de padrões e critérios internacionais pela empresa.

Ainda segundo a avaliação de Alves, a certificação comprova o comprometimento da Taboca na aplicação de boas práticas e é um grande sinalizador que o ambiente atende os requisitos específicos e protocolos rigorosos para limpeza e desinfecção para a prevenção do vírus causador da pandemia.

Além do pioneirismo no setor mineral, a Mineração Taboca é a primeira empresa no segmento com certificado A2S no Estado do Amazonas e de São Paulo. Em Bom Jesus de Pirapora (SP) foi recomendada à categoria máxima de cinco estrelas, e, a Pitinga (AM), três estrelas da certificação.

Ambiente seguro

De acordo com a coordenadora do selo A2S – Ambiente Seguro e Saudável, Flávia Corrêa Ferreira, “o selo contribui com a sistematização dos processos de limpeza dos locais de grande circulação, com vistas a dar maior segurança aos usuários, clientes e colaboradores que acessam esses espaços. O objetivo é o público ter a tranquilidade e o conhecimento de que o local aplica uma gestão sanitária eficiente e responsável”.

O processo de avaliação dos ambientes é realizado por uma equipe de auditores capacitados em avaliar se a gestão da limpeza segue rigorosa rotina sanitária, conforme critérios internacionais exigidos pela própria certificação.

Estabelecer fluxos de circulação que respeitem a distância entre clientes, colaboradores ou usuários conforme estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), utilização do sanitizante correto, critérios de aplicação e frequência, orientação dos envolvidos para a garantia da eficiência das medidas adotadas, bem como validação de processos, estão entre os itens que os estabelecimentos demonstram aos auditores a conquistar do selo.

Para o diretor José Flávio Alves, a principal importância da Certificação A2S é a confirmação de um ambiente limpo, higienizado e seguro para os trabalhadores da Mineração Taboca e também a demonstração pública do compromisso da empresa com o controle da pandemia, mesmo em ambientes de trabalho tão distintos, seja no meio da Floresta Amazônica ou nas proximidades da maior cidade da América Latina.

Medidas tomadas para a certificação nas unidades

As ações imediatas realizadas pelo comitê de enfrentamento da mineradora e auditores e médicos sob supervisão da Fundação Vanzolini, em ambas unidades, envolveram protocolos que abrangeram do transporte aos funcionários a adaptações de vestiários, refeitórios e áreas internas. No transporte, entre outras práticas adotadas, houve aumento da frota de ônibus interna, implantação do distanciamento das poltronas, uso de máscaras nos traslados, aferição de temperatura e triagem e sanitização dos veículos por ozônio.

Sob consultoria e contratação do Grupo Fleury para avaliação do protocolo de testagem (validar novo modelo de protocolo) e critério de afastamento do grupo de risco foram implantados para controle de entradas e saídas das unidades o acompanhamento de testes laboratoriais sorológicos Igg e Igm Covid-19 e o cumprimento aos protocolos de retomada ao trabalho mediante autorização médica com um desenho do fluxo de testagem com questionário de resposta epidemiológica.

Na entrada das unidades foram introduzidos procedimentoa de triagem com medição de temperatura automática. Como medidas de intensificação das campanhas de conscientização, nas dependências dos prédios foram fixados informativos com dicas e orientações, comunicação audiovisual efetiva em TV’s, adesivos com QR CODE, com exibição de vídeos instrutivos, e placas visuais.

As estações de trabalho receberam atenção especial, com as baias de bloqueio com espaçamento de 2 metros de distância entre elas. Os funcionários receberam máscaras EPIs e a disponibilização de máscaras descartáveis, com trocas quando necessário.

Nos refeitórios, entre as orientações de higiene e cuidados, foram implantadas mesas menores, distanciamento mínimo de um metro, entre as pessoas; acesso ao restaurante em faixas de horários prédefinidos; uso de embalagens plásticas individuais para talheres; substituição do sistema de auto-serviço (self service); uso de embalagem descartável, no almoço, jantar e ceia e, no o café da manhã, o colaborador é servido diretamente no prato, por funcionários devidamente paramentados.

Os vestiários e banheiros também foram adaptados, cada funcionário tem seu armário para guarda de seus pertences e troca de roupa, com demarcações conforme regras mínimas de distanciamento.

Ainda dentro do programa de boas práticas e de qualidade de vida dos colaboradores – PEACE – Programa Especial de Apoio e Controle Emocional –foram enviadas por e-mail e whatsApp orientações da Covid-19 para a família por meio de campanhas com distribuição de bolsas, álcool gel, adesivos informativos e máscaras.

Sobre a Fundação Vanzolini

A Fundação Vanzolini se aprimora para contribuir com o desenvolvimento socio-econômico do país, formando profissionais, promovendo palestras, treinamentos e cursos na área de Gestão da Qualidade; concedendo certificados no âmbito das normas ISO 9001, para Sistemas de Gestão da Qualidade; Sassmaq; Transqualit; e ISO/TS 16949, para Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade para a Industria Automotiva; ISO 14001, para Sistemas de Gestão Ambiental; Certificação AQUA-HQE, para Construções Sustentáveis; ISO 45001, para Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional; e Normas ONA, para Acreditação de Organizações de Saúde. É acreditada pela acreditação ISQua – organização de âmbito mundial que promove a melhoria da qualidade e a segurança na prestação de serviços em saúde, conferindo qualidade internacional e atestando que os nossos clientes são atendidos por um organismo de certificação que preza pelas melhores práticas adotadas mundialmente.

Fonte: Fundação Vanzolini