Associadas no combate a COVID-19

FUNDAÇÃO SALVADOR ARENA - Visão Mundial e Fundação Salvador Arena entregam 12 mil cestas básicas e 2 mil cartões de auxílio para gás de cozinha em 6 cidades

not 15 09 2021 1
Crédito: Divulgação

Entregas serão de 2 mil cestas por mês em seis remessas, a partir de setembro. A parceria já apoiou 7 mil pessoas em Boa Vista (RR)

A Visão Mundial e a Fundação Salvador Arena (FSA) vão distribuir, de setembro de 2021 a janeiro de 2022, 12 mil cestas de alimentação e 2 mil cartões pré-pagos para auxílio na aquisição de botijão de gás. A ação irá alcançar famílias do distrito de Brasilândia, em São Paulo (SP) e nas cidades acreanas de Rio Branco, Quinari, Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima.

"A pandemia nos levou a uma crise multifacetada - sanitária, econômica e social. Vivemos os reflexos com o aumento da pobreza, do desemprego e a redução do poder aquisitivo das famílias. É nesse contexto que estamos desenvolvendo este projeto, em parceria com a Fundação Salvador Arena, para amenizar o sofrimento de quem está sentindo na pele as consequências da pandemia", enfatiza o gerente de Subsídios e Corporações da Visão Mundial, Luís Corzo.

A ação vai permitir que 4 mil famílias em situações de extrema vulnerabilidade tenham apoio para superar os efeitos colaterais da pandemia, que agravou ainda mais a situação social e econômica da população, especialmente as menos favorecidas. As pessoas beneficiadas vão contar com seis doações de cestas, sendo uma a cada mês, e duas recargas do cartão, a cada três meses.

Junto com os kits, serão entregues materiais informativos com orientação sobre medidas de prevenção à Covid-19, importância da vacinação, conservação de alimentos, economia doméstica e cuidados com o gás de cozinha.

Indicadores e vulnerabilidade social - Dados do Ministério da Cidadania, referentes a abril de 2021, indicam que, no Brasil, mais de 14 milhões de pessoas estão em situação de extrema pobreza, ou seja, vivendo com menos de R$89,00 per capita por mês. Este é o maior contingente desde 2012. As pessoas consideradas pobres, aquelas que vivem com renda entre R$ 90 e 178 per capita mensais, são quase 3 milhões.

De acordo com o Dieese, em janeiro deste ano, uma família teria de desembolsar em média R$ 696,71 para compra de uma cesta básica. Considerando a série histórica da relação entre as médias do salário mínimo anual e da cesta básica anual, a quantidade de 1,58 cestas é o que se pode adquirir com o piso salarial, sendo a menor desde o início do monitoramento, em 2005.

Tudo isso demonstra que, mesmo para famílias que ganham pelo menos um salário mínimo de R$ 1.100,00, o poder aquisitivo é menor. Ao se avaliar o poder de compra e o custo relativo dos produtos, vale destacar que o gás de cozinha, item básico para preparação de alimentos, já passou por mais de seis aumentos neste ano e custa mais de R$ 90, em média. No Acre, um dos estados atendidos pela ação da Visão Mundial e FSA, o preço do botijão de 13kg varia de R$ 100 a 118.

Importância da parcerias e ações sociais – A Fundação Salvador Arena atua no desenvolvimento de atividades voltadas à transformação social nas áreas de educação, saúde, habitação, assistência social e a partir do segundo trimestre de 2020, destinou um orçamento emergencial para reduzir os efeitos da pandemia, que viabilizaram a manutenção e ampliação dos atendimentos em UTIs, amparo a famílias, cidadãos em situação de rua, alcançando inicialmente 79.454 pessoas diretamente. Sensível aos impactos econômicos de milhares de famílias em todo o Brasil, a FSA estabeleceu novos formatos de ações para atuar de forma conjunta com entidades parceiras, que de alguma forma têm ou já tiveram algum tipo de parceria.

“Utilizamos nosso banco de dados que reúne as organizações da sociedade civil e direcionamos nossos programas para manter, de alguma forma, a dignidade dos seus assistidos. Foi quando a Visão Mundial nos apresentou um primeiro projeto, que atendeu refugiados e imigrantes, e estabeleceu as bases para este novo projeto, totalmente alinhado ao propósito da Fundação Salvador Arena”, afirma Sérgio Loyola, Gerente de Desenvolvimento e Promoção Social da FSA.

Assim, por meio do Programa de Alimentação Complementar (PACES) da FSA, um dos instrumentos adaptados pela instituição para este período emergencial, a parceria com a Visão Mundial foi viabilizada e juntas, combatem a insegurança alimentar desde o início da pandemia. Na primeira iniciativa conjunta realizada em Boa Vista (RR), foram distribuídos 1.800 kits de alimentação pela Visão Mundial, alcançando 7 mil pessoas, em junho de 2021. Somando as duas ações, as instituições entregam, portanto, 19 mil cestas e 2 mil vales gás.

Sobre a Visão Mundial

A World Vision, conhecida no Brasil como Visão Mundial, é uma organização humanitária cristã dedicada a trabalhar com crianças, famílias e suas comunidades para atingir todo o seu potencial, combatendo as causas da pobreza e da injustiça. A Visão Mundial serve a todas as pessoas, independentemente de religião, raça, etnia ou gênero. A organização está no Brasil desde 1975 atuando por meio de programas e projetos nas áreas de proteção, educação, advocacy e emergência, priorizando crianças e adolescentes que vivem em situações de vulnerabilidades. Desde a declaração da pandemia, a Visão Mundial conseguiu alcançar mais de 11 milhões de pessoas por meio de ações diretas e indiretas em todo o Brasil - dessas, mais de 520 mil são crianças.

Sobre a Fundação Salvador Arena

A Fundação Salvador Arena (FSA) é uma instituição civil de finalidade beneficente, de direito privado e sem fins lucrativos, criada em 1964 pelo engenheiro Salvador Arena (1915-1998) para manter atividades voltadas à transformação social, atuando nas áreas de educação e assistência, e apoiando nas áreas de saúde e habitação. De 1998 a 2020, destinou mais de R$ 1,3 bilhões para ações que visam o fortalecimento do terceiro setor brasileiro e em projetos sociais ligados à educação, saúde e habitação. Em 2020 foram aplicados R$ 8,3 milhões para projetos sociais e capacitação de organizações do terceiro setor, beneficiando diretamente 88.327 pessoas e indiretamente, 286.377 pessoas. Além disso, mais R$ 2,6 milhões foram direcionados para ações de redução de danos causados pela pandemia, em várias frentes sociais, como o amparo a famílias, cidadãos em situação de rua e hospitais da Grande São Paulo, Baixada Santista e outros municípios do país. No mesmo ano, a FSA destinou R$ 48,1 milhões para seus programas educacionais próprios realizados no Centro Educacional da Fundação Salvador Arena, tema prioritário na área de educação, custeando todas as atividades e os serviços oferecidos gratuitamente, com 100% de recursos próprios.

Fonte: Fundação Salvador Arena