Associadas no combate a COVID-19

FUNDAÇÃO ABRINQ - A fome não espera: FUNDAÇÃO ABRINQ doa 593,9 toneladas de alimentos para famílias em todo o Brasil

not 16 11 2021 3

Pensar em uma crise sanitária com o mesmo impacto da pandemia causada pelo Coronavírus, até 2019, era enredo de filmes de ficção. Quando o vírus começou a ser noticiado, parte da população pensou que seria apenas mais uma epidemia, sem poder para atingir todos os países e, caso isso acontece, não chegaria na mesma intensidade ao Brasil.

Até que, em fevereiro de 2020, foi noticiado o primeiro caso de contágio pelo vírus no país. Em março, a Organização Mundial da Saúde declarou situação de pandemia e, desde então, o número de infectados pela COVID-19 e, consequentemente, o número de óbitos não pararam de crescer.

O comércio precisou ser fechado, as aulas foram suspensas e o isolamento social foi imposto para conter o avanço da doença no Brasil. Iniciou-se também uma nova crise econômica. Os problemas sociais já existentes ficaram ainda mais evidentes.

Com a alta da inflação e a diminuição do poder aquisitivo, muitas famílias ficaram em situação de vulnerabilidade e risco social, sem acesso à direitos considerados fundamentais para a existência humana, como a alimentação. Relatos como o de Derci Santos tornaram-se frequentes em todo o país: “Ontem de manhã mesmo, chorei no banho, preocupada, pois não tínhamos mais dinheiro e nem comida”, conta.

A exposição dessas famílias ultrapassou o perigo iminente do Coronavírus e se expandiu para outros fatores como o risco à violência, falta de acesso à recursos básicos como itens de higiene e limpeza e tantas outras fragilidades.

De acordo com o Cenário da Infância e Adolescência 2021, mais de 9 milhões de crianças e adolescentes, de 0 a 14 anos, vivem em extrema pobreza. A suspensão das aulas para conter o avanço da pandemia trouxe novos obstáculos. Sem acesso à escola, inúmeras crianças ficaram sem ter o que comer, uma vez que a merenda escolar era a principal refeição para muitas meninas e meninos.

“Na zona rural, as famílias que atendemos não são donas de terra, muitas moram em terrenos de outras pessoas, não tem serviço para todas e muitas dependem só do Bolsa Família. Na cidade, as periferias crescem a cada dia. Com as escolas fechadas, as crianças ficaram sem merenda e isso sobrecarregou dentro de casa”, conta Ana Grangeiro, gestora da Sociedade de Assistência à Criança (SOAF), em Milagres – CE.

Dado o cenário, a Fundação Abrinq criou, em março de 2020, a campanha Não deixe a fome matar mais que o Coronavírus, com o objetivo de arrecadar recursos para a compra e doação de cestas básicas para as famílias que precisavam. Foram 18 meses consecutivos garantindo alimentação de qualidade para milhares de lares brasileiros.

Com o apoio de inúmeras pessoas e empresas, a Fundação Abrinq investiu mais de R$ 2 milhões e doou 593,9 toneladas de alimentos para 26.932 famílias em todo o Brasil.

A distribuição das cestas básicas aconteceu com o apoio de 84 organizações da sociedade civil parceiras, localizadas em 46 cidades de 19 estados e do Distrito Federal, que ficaram responsáveis pela distribuição dos itens às famílias em situação de vulnerabilidade.

not 16 11 2021 4
Famílias beneficiadas no Sertão da Bahia. Fotos: Noilton Pereira.

“As doações foram muito significativas para nós porque a dor de uma família com fome nos deixa desolados e cada doação que recebemos é uma oportunidade de aliviarmos essa dor das pessoas. A fome não espera”, explica Ana Grangeiro.

A SOAF foi uma das organizações beneficiadas pela campanha neste ano e Ana conta que as doações chegaram em uma boa hora: “As cestas chegaram em um período estratégico, exatamente quando estava acabando a reserva [de comida] das famílias. Tem uma família que estava com o fogão a lenha apagado para o almoço, esperando o alimento, porque não tinha o que comer no dia”, relata. Segundo Ana, a família, composta por cinco crianças e adolescentes, voltou para casa aliviada pois tinha o alimento para cozinhar.

not 16 11 2021 5
Famílias beneficiadas em Milagres – CE

Famílias estão cozinhando em fogão a lenha porque não conseguem comprar o botijão de gás

Veja todos os estados contemplados pela campanha da Fundação Abrinq:

not 16 11 2021 6

Parceria que cessa a fome e alimenta o coração

Esta ação só foi possível graças ao apoio de milhares de pessoas e empresas que se uniram à Fundação Abrinq para minimizar os impactos da pandemia e garantir o direito à alimentação de qualidade para as crianças e os adolescentes no Brasil. Mais de 70% de todo o recurso investido na compra e doação de cestas básicas foi fruto da parceria com inúmeras empresas que acreditam na causa e integram as ações da Fundação Abrinq.

“Ficamos muito felizes e orgulhosos por saber que temos tantas pessoas e empresas que acreditam no nosso trabalho. A pandemia deixou muitas pessoas em extrema vulnerabilidade e, com o apoio de todos que participaram da campanha, conseguimos proporcionar alívio para elas e mostrar que nunca estiveram sozinhas. Os desafios continuam surgindo a cada dia, mas vamos trabalhar arduamente para superá-los e continuar defendendo os direitos das crianças e dos adolescentes no Brasil”, declara Victor Graça, gerente executivo da Fundação Abrinq.

not 16 11 2021 7
Famílias beneficiadas em Arcoverde – PE.

Veja todas as fotos das entregas de cestas básicas aqui.

Seja um doador e apoie o trabalho da Fundação Abrinq!

Fonte: Fundação Abrinq