Notícias das Associadas

Protetor solar sustentável desenvolvido por alunas da FEI vence 2º OPEN PITCH

not 09 09 2019 3

Além deste, outros dez projetos de formandos da FEI foram apresentados a investidores em evento organizado pela prefeitura de São Bernardo do Campo

Uma pesquisa desenvolvida por formandas do curso de Engenharia Química da FEI, que resultou na produção de um protetor solar utilizando agentes naturais, sem uso de oxibenzona (composto orgânico considerado prejudicial à saúde), foi um dos 10 projetos apresentados pelos formandos da FEI a investidores e representantes de órgãos de fomento durante a segunda edição do Open Pitch, evento que coloca formandos das faculdades em conversa direta com as empresas e investidores de toda a região do ABC.

Elogiado pelos jurados, os projetos apresentados pelos recém-formados contemplavam tecnologias como, aplicativos voltados ao gerenciamento na construção civil, soluções em agropecuária, como a carroceria adaptada para a perda praticamente zero de grãos, durante o transporte; até um jogo voltado para crianças com autismo. Ao todo, a 2ª edição do Open Pitch contou com 10 projetos e mais de 20 jurados, atraindo mais de 300 pessoas ao Auditório do Ceitec – Centro de Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação, em São Bernardo do Campo.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de São Bernardo do Campo, Hiroyuki Minami, o Open Pitch é uma ação simples e prática, mas que pode trazer resultados bem mais efetivos. “O evento foi bem aceito pela classe empresarial em nossa cidade, tanto que executivos de grande porte têm vindo ao Open Pitch, de olho nas ideias, mas também nesses jovens profissionais”, citou.

Esta edição do evento contou com a participação de Marcelo Lima, vice-prefeito de São Bernardo do Campo, que destacou a honra em receber os projetos da FEI no evento. “Esperamos que por meio dos projetos apresentados por formandos de uma Instituição tão renomada como a FEI, surjam ideias novas para uma empresa da região e da nossa cidade, com geração de emprego e oportunidade e acima de tudo de geração de tecnologia”.

Para o consultor do SEBRAE – Grande ABC – Fabio Costa de Souza, o Open Pitch é um evento que coroa a qualificação dos profissionais que a FEI emplaca no mercado. Segundo o especialista, independente se os trabalhos seguirão a linha do empreendedorismo ou se vão para o mercado, no evento ficou provado a qualidade da formação profissional da FEI. “Foram dez projetos impecáveis; tanto que em muitos momentos eu esquecia que estava avaliando projetos de TCC e achava que estava analisando projetos de mercado. Como um profissional do SEBRAE, e olhando para o nível de qualidade dos projetos de TCC da FEI, com certeza nós teremos que aumentar a régua de avaliação no SEBRAE”.

Este ano, o grupo formado por Izabella Azevedo de Oliveira Hekli; Bianca Furquim de Oliveira; Sabrina Cezário da Silva; Nicole Coelho Bemfica; e Barbara Mendonça Silva foi premiado com o 1º lugar; Cotton Picker & Baler – desenvolvimento de um implemento agrícola que permite o enfardamento do algodão no campo ficou com a 2ª colocação; e Quattour – projeto de carroceria para redução de perdas no transporte rodoviário prioritário para grãos ficou em 3º.

“Foi um grande desafio apresentar o projeto para profissionais renomados. Porém, ao mesmo tempo, foi uma oportunidade fantástica. O mais interessante foram as dicas que os jurados deram sobre como transformar um projeto de TCC em projeto empreendedor”, afirmou Bárbara Mendonça.

Já Izabella divide com a FEI este êxito da conquista, por ser uma Instituição que deu todo o suporte acadêmico para que as alunas pudessem desenvolver a pesquisa e colocar em prática. “A FEI foi a nossa parceira desde o início nesse projeto e, levar o selo FEI no nosso currículo é outra vantagem que abre inúmeras portas profissionais”.

“Nos últimos anos, temos implementado atividades que estimulem o empreendedorismo e a viabilidade comercial dos projetos, inclusive dos TCCs. Mas este evento consegue, de forma concreta, despertar a veia comercial de cada projeto, além de colocar todos os escolhidos em um ambiente real de negócios. É bem mais que uma feira ou encontro científico”, avaliou o professor e também coordenador da agência de Inovação da FEI, Vagner Bernal Barbeta.

Clique aqui e confira no vídeo como foi o evento.

Fonte: FEI