Outras Notícias

Brasileiros pobres doam 2 vezes mais que população com maior renda

Brasileiros com renda de até R$ 10 mil ao ano doam proporcionalmente duas vezes mais do que quem recebe R$ 100 mil por ano. É o que apontou a pesquisa Country Giving Report 2017 Brasil realizado pelo YouGov, a pedido da CAF (Fundação de Auxílio de Caridade, na sigla em inglês).

"Em termos de percentual da renda, o brasileiro que ganha menos doa mais, apesar de o valor absoluto ser maior", afirma Paula Fabiani, diretora-presidente do Idis (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social), representante da CAF no Brasil.

Enquanto a doação típica dos mais pobres ficou em torno de 1,2% de sua renda nos últimos 12 meses (cerca de R$ 100), a de quem tem maior poder aquisitivo representou 0,4% da renda anual (aproximadamente R$ 300).

not 05 01 2018 2
 
The street store - loja para moradores de rua. Gabriely Araujo/Folhapress

De maneira geral, o brasileiro segue solidário, ainda que no ranking mundial o país tenha caído para 75ª posição após alcançar, no ano passado, o 68º lugar, melhor colocação desde 2009.

Quase dois terços dos participantes (68%) doaram nos últimos 12 meses, principalmente para igrejas ou organizações religiosas (55%), organizações da sociedade civil (53%) e diretamente para pessoas necessitadas (52%).

"Vejo de uma forma muito positiva [os resultados]. Corrobora que existe uma cultura de doação, mas existem alguns entraves e espaços para melhorar esse comportamento do brasileiro", afirma Fabiani.

Um desses desafios, segundo a diretora-presidente do Idis, é a forma como o brasileiro doa. Segundo a pesquisa, 37% realizaram a doação em dinheiro vivo. "Se conseguíssemos melhorar os canais de doação, como de maneira on-line, iríamos melhorar esse processo."

No Brasil, o volume de doações representa 0,2% do PIB, número sete vezes menor que o dos Estados Unidos, onde o valor equivale a 1,4% do PIB.

Para Fabiani, é preciso tanto aumentar o quanto cada um doa, como a quantidade de doadores e quantas vezes é realizada a doação. "Quando perguntamos sobre doação recorrente, esse número [de 68% que realizaram doações] é muito menor."

A pesquisa da CAF também identificou essa questão. No último mês -recorte que evidencia doações recorrentes-, 21% dos entrevistados doaram dinheiro para uma organização sem fins lucrativos. Isso é mais da metade daqueles que fizeram o mesmo tipo de doação no último ano (53%). "Temos que trabalhar o número de vezes que se doa", afirma Fabiani.

O estudo ouviu 1.313 brasileiros com mais de 18 anos, que moram em cidades e que tenham acesso à internet.

Fonte: Folha Empreendedor Social

 
 
 
Realizou nos últimos 12 meses
Não realizou
Nas últimas 4 semanasNos últimos 12 meses0510152025303540455055
Doou dinheiro para igreja ou organização religiosa
Doou dinheiro para organizações da sociedade civil
Doou dinheiro diretamente para pessoas necessitadas
Doou alimentos ou bens para organizações da sociedade civil, templos ou igrejas
Fez trabalho voluntário para organizações da sociedade civil
Nenhuma atividade/não sabe