Outras Notícias

Rede de ONGs promove atividades esportivas gratuitas em espaços públicos pelo Brasil

not 02 04 2018 9
Foto: Rede Esporte pela Mudança Social (REMS)

Com a proposta de democratizar a atividade física e o lazer e em comemoração ao Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e pela Paz (6 de abril), a REMS – Rede Esporte pela Mudança Social, parceira da Nike e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), promoverá a segunda edição do evento “Esporte na Rua”.

O chamado para a população participar de atividades físicas, esportivas e brincadeiras ativas em espaços públicos conta com a participação de instituições e ONGs reconhecidas, responsáveis pelo atendimento de mais de 200 mil pessoas no último ano, em 20 estados.

Os eventos, gratuitos e abertos ao público, ocorrerão em pontos espalhados pelo país. Haverá intervenções em 8 de abril (domingo) em São Paulo, Ribeirão Preto, Brasília e Fortaleza e em 7 de abril (sábado) em Curitiba e Rio de Janeiro, e toda a população será convocada a praticar esportes.

Os mais de 250 voluntários, entre educadores, líderes comunitários, assistente sociais, atletas e educandos, esperam promover atividades para 5 mil pessoas, como os jovens atendidos pelas organizações e demais interessados.

Em São Paulo, a esquina da Avenida Paulista com a Alameda Ministro Rocha Azevedo receberá brincadeiras de rua e esportes variados, como tênis, futebol e rugby, com as organizações Instituto Corrida Amiga, Fundação Tênis, Projeto Vida Corrida, Instituto Patrícia Medrado, Fundação Esportiva Educacional Pró Criança e Adolescente – EPROCAD, Fundação Gol de Letra, HURRA!, ONG Social Skate, Instituto Passe de Mágica, Instituto Futebol de Rua, Instituto Família Barrichello, Social Skate, Fundação Cafu, Instituto Esporte & Educação.

Representando o interior paulista, a cidade de Ribeirão Preto receberá atividades promovidas pela Associação Proesporte e Cultura. O Parque Dr. Luiz Carlos Raya será palco de um café da manhã para convidados e voluntários que prepararão cinco estações de atividades esportivas e culturais: futebol 3 tempos, fitdance, treino social, badminton e recreação.

Brasília fará sua estreia no evento e receberá a população no Eixão Norte. O CER Samambaia realizará oficinas de iniciação ao rugby. O Instituto Joaquim Cruz, a Capital Feminina Futebol Clube e a Ajax Estrutural também entrarão no rodízio de atividades e levarão aos participantes oficinas de atletismo, torneios de golzinho e grupos de capoeira.

Em Fortaleza, o evento acontecerá no Anfiteatro do Parque do Cocó, maior parque urbano do estado. Haverá jogos recreativos, karatê, jogos de oposição/combate, beisebol, skate, capoeira, atletismo, yoga, futebol, dinâmicas de grupo, futsal, beach tênis, biodança, zumba, tai chi chuan, dança de salão, slackline e arvorismo, liderados por organizações da REMS (Instituto Planet, Instituto Esporte Mais – IEMais, IPOM, IBLF, NUD e Associação Cearense de Beisebol) e pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente – Projeto Viva o Parque.

Curitiba será a sede do “Esporte na Rua”, no Sul do país. O local escolhido é a Praça de Esportes Oswaldo Cruz. Estão previstas atividades esportivas, contando com a participação do Instituto Futebol de Rua, Instituto Compartilhar, Instituto Guga Kuerten e Atleta Bom de Nota, com minivôlei, futebol freestyle, futebol de rua, futsal, treino social e mini tênis, bem como brinquedão e atividades culturais para entreter os participantes.

No Rio de Janeiro, o evento será na Vila Olímpica de Isabel, no Morro dos Macacos, em 7 de abril, sábado, das 8h ao meio-dia. Entre as atividades programadas, estão futebol de 5, judô, tênis, simulador de barco a vela, skate e atividades lúdicas, desenvolvidas pelas organizações Instituto Reação, URECE Esporte e Cultura, Instituto Companheiros das Américas, Fundação Gol de Letra, Coletivo Briza, Luta pela Paz, Instituto Promundo e Instituto Rumo Náutico.

“Não basta ter o Dia Internacional do Esporte para o Desenvolvimento e pela Paz. Entendemos que nossa responsabilidade é democratizar, com qualidade, a atividade física e o lazer, promovendo saúde e bem-estar. O esporte é capaz de favorecer o desenvolvimento humano”, explica William de Oliveira, diretor-executivo do Instituto Família Barrichello, organização responsável pela Secretaria Executiva da REMS.

“O espaço público deve ser usado para o bem comum. Por isso, estamos mobilizando toda nossa rede e a população para que ocupem as ruas. Nesta edição, conseguimos movimentar ainda mais instituições e voluntários”, observa Ana Carrança, coordenadora da REMS.

A REMS tem como missão fortalecer organizações que reconhecem o esporte como fator de desenvolvimento humano e o setor no qual elas atuam. A intenção da rede é trazer visibilidade ao trabalho das organizações, demonstrando o impacto social e o poder transformador do esporte, que inspira pessoas, instituições e governos para a promoção da saúde, do desenvolvimento humano, da ética e da cidadania.

Programação

São Paulo (SP)

Data: 8 de abril, das 10h às 13h
Local: esquina da Avenida Paulista com a Alameda Ministro Rocha Azevedo.
Atividades: As organizações da REMS oferecerão aos moradores de São Paulo e seus visitantes atividades físicas e esportivas como um passeio a pé pela Avenida Paulista (Instituto Corrida Amiga), tênis (Instituto Patrícia Medrado), Futebol 3 Tempos (Fundação Esportiva Educacional Pró Criança e Adolescente – EPROCAD), Atividade Esporte e Gênero – prática esportiva associada a reflexão sobre igualdade de gênero e Circuito lúdico (Fundação Gol de Letra), Rugby (HURRA!), Playground Basquete (Instituto Passe de Mágica), Futebol de rua (Instituto Futebol de Rua), Brincar para Jogar – Estações de atividades com jogos e brincadeiras variadas (Instituto Família Barrichello), Jogadeira (Instituto Esporte & Educação), dança (Projeto Vida Corrida), skate (ONG Social Skate), além do apoio das organizações Love.Fútbol, Fundação Cafu, Fundação Tênis, CIEDS e Plan International Brasil.

Ribeirão Preto (SP)

Data: 8 de abril, das 8h às 12h
Local: Parque Dr. Luiz Carlos Raya (Rua Severino Amaro dos Santos s/n)
Atividades: futebol 3 tempos, fitdance, treino social, badminton e recreação promovidas pela Associação Proesporte e Cultura

Brasília (DF)

Data: 8 de abril, das 9h às 11h
Local: Eixão Norte (altura da SQS 211/212)
Atividades: Mais de 40 voluntários serão responsáveis por oficinas de iniciação ao rugby (CER Samambaia), oficinas de atletismo (Instituto Joaquim Cruz), torneio de golzinho (Capital Feminina Futebol Clube) e grupos de capoeira que irão interagir com os participantes e ensinarão os principais movimentos do esporte (Ajax Estrutural)

Fortaleza (CE)

Data: 8 de abril, das 7h às 12h
Local: Anfiteatro do Parque do Cocó (Avenida Padre Antônio Tomás, s/n – Cocó)
Atividades: Jogos recreativos, karatê, jogos de oposição/combate, Beisebol, skate, capoeira, atletismo, yoga, futebol, dinâmicas de grupo, futsal, beach tênis, biodança, zumba, tai chi chuan, dança de salão, slackline e arvorismo, realizados pelas organizações membros da REMS (Instituto Planet, Instituto Esporte Mais – IEMais, IPOM, IBLF, NUD e Associação Cearense de Beisebol) e pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente – Projeto Viva o Parque.

Curitiba (PR)

Data: 7 de abril, das 9h às 13h
Local: Praça de Esportes Oswaldo Cruz
Atividades: futebol de rua e FreeStyle (Instituto Futebol de Rua), vôlei e mini vôlei (Instituto Compartilhar), tênis (Instituto Guga Kuerten) e Treino Social e futsal (Instituto Atleta Bom de Nota), além de diversas atividades culturais que também estão sendo programadas para entreter os participantes, como Brinquedos infláveis, jogos educativos, atividades culturais promovidas por instituições não membros da REMS, como SESI e Instituto Ícaro.

Rio de Janeiro (RJ)

Data: 7 de abril, das 8h às 12h
Local: Vila Olímpia de Isabel, no Morro dos Macacos
Atividades: futebol de 5 (URECE Esporte e Cultura), judô (Instituto Reação), simulador de barco a vela (Instituto Rumo Náutico – Projeto Grael), atividades lúdicas e recreativas com debate educativo (Instituto Promundo), Metodologia Vencer – Futebol & Empregabilidade (Instituto Companheiros da América) e tênis (Fundação Gol de Letra).

Sobre a REMS

A Rede Esporte pela Mudança Social (REMS) reúne hoje 104 instituições que utilizam o esporte como fator de desenvolvimento humano e, juntas, realizam mais de 200 mil atendimentos por ano no Brasil.

Foi fundada simultaneamente no Brasil e na África do Sul em 2007, por um grupo de organizações da sociedade civil com apoio da Nike e do PNUD. Esta iniciativa inspirou a criação de redes semelhantes no Reino Unido e na Argentina.

A REMS traz visibilidade ao trabalho das organizações, demonstrando o impacto social e o poder transformador do esporte, que inspira pessoas, instituições e governos para a promoção da saúde, do desenvolvimento humano, da ética e da cidadania. Mais informações: http://rems.org.br/br/.

Fonte: Nacões Unidas