Outras Notícias

Fundo britânico busca projetos de economia criativa e negócios sociais

not 06 11 2018 4

Até 11 de novembro estão abertas as inscrições para o Fundo Developing Inclusive and Creative Economies (DICE Fund, do inglês Fundo para Desenvolvimento de Economias Inclusivas e Criativas). O programa do British Council irá destinar recursos a iniciativas de economia criativa e negócios sociais de cinco economias emergentes – Brasil, Egito, Indonésia, Paquistão e África do Sul – em parceria com o Reino Unido.

O programa se divide em três níveis da economia: sistêmico, institucional e individual. O fundo se insere no nível institucional. O recurso será destinado a duas organizações – uma no Reino Unido e uma em um dos países citados acima – que desenvolvam iniciativas de empoderamento de mulheres e meninas, incentivem a empregabilidade de jovens e a qualidade dos empregos e empoderem pessoas com deficiência e outros grupos excluídos do mercado de trabalho.

Também é recomendável que as propostas façam uso de processos criativos, tenham a colaboração de diversos olhares e parceiros internacionais e nacionais de forma a fortalecer sua atuação.

Dessa forma, a ideia é que as ações possam contribuir com os objetivos de: ter mais mulheres e populações socialmente excluídas em posições de liderança em empresas sociais e criativas, incentivar o surgimento de novos negócios, melhorar a qualidade de produtos e serviços, aumentar o número de clientes e empregos, entre outros.

Vale ressaltar que organizações com ou sem uma parceria já estabelecida podem participar da chamada de projetos. Aquelas que não possuem parceria devem consultar o regulamento do fundo para saber como proceder.

Entre os critérios que serão utilizados para a seleção estão: experiência prévia na área do projeto a ser desenvolvido; presença de mulheres, pessoas com deficiência e grupos marginalizados nas organizações proponentes; propostas claras e viáveis; expectativas reais dos resultados a serem alcançados; orçamento condizente; comprometimento com o financiamento; entre outros.

Os projetos selecionados poderão receber de 20 a 85 mil libras esterlinas e devem ter duração entre um ano e um ano e três meses, com limite até março de 2020.

As inscrições podem ser feitas até 11 de novembro neste link. A divulgação dos resultados está prevista para o final de novembro. Eventuais dúvidas podem ser consultadas no regulamento disponível aqui ou nos documentos de perguntas e respostas neste e neste link.

Fonte: GIFE