Outras Notícias

Alinhado com a Agenda 2030, o projeto “Em Frente Brasil” dá início às Oficinas de Construção do Plano Local de Segurança em Paulista/PE

not 29 01 2020 1

Em continuidade ao Projeto “Em Frente Brasil”, o município de Paulista/PE realizou, no dia 13 de janeiro de 2020, a reunião preparatória para a Oficina de Construção do Plano Local de Segurança, atividade que dá início à segunda fase do projeto.

O Encontro contou com a presença de representantes de nove ministérios além de Secretários Estaduais, Municipais e autoridades que compartilharam o diagnóstico formulado pelo Instituto Federal de Pernambuco e comemoraram os resultados exitosos da primeira fase, a partir da ação de apoio de 80 agentes da Força Nacional.

Até dezembro de 2019, a força tarefa enfocou a pacificação do território, já alcançando redução de 28% nos crimes contra a vida, além de 34% nos delitos contra o patrimônio. No conjunto dos municípios integrantes do projeto, registrou-se 44,1% de queda nos homicídios.

A manutenção dos resultados obtidos com a queda dos crimes violentos exige que seja gerado conhecimento para a prevenção. Para assegurar a convivência pacífica e acesso a serviços prioritários, a construção conjunta do Plano Local será resultante de grupos de trabalhos nas temáticas de Educação, Saúde, Justiça, Cidadania, Família, Urbanismo e Economia.

Com auxílio da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), a próxima etapa, a ser concluída até o final do mês de fevereiro nas cidades participantes, será a promoção das oficinas de construção dos Planos Locais de Segurança em conformidade com o diagnóstico de cada local.

Em acompanhamento à reunião preparatória, a Coordenadora de Articulação com as Organizações da Sociedade Civil, Daniela Sinhorini de Moura, dialogou com lideranças dos movimentos sociais e conselhos locais, reforçando o compromisso do Governo Federal em integrar a agenda de desenvolvimento social com os territórios e assim promover diálogo com a sociedade civil.

Na ocasião, Daniela Sinhorini acentuou que no modelo de governança do projeto estão assegurados espaços para participação ampla e geração de oportunidades de inserção social, reabilitação das comunidades expostas à alta vulnerabilidade e recuperação de espaços degradados. “É fundamental a colaboração em rede e difusão entre as comunidades com propósito de proteção e manutenção na estabilidade já alcançada com a intervenção das autoridades de segurança”, ressaltou Daniela.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável” define uma estratégia mundial composta por 17 objetivos e 169 metas que incluem o ODS 16 - Paz, Justiça e Instituições Eficazes, preconiza a promoção de sociedades pacíficas e inclusivas, sendo a redução de todas as formas de violência e taxas de mortalidade e os potentes vetores de ação, que se identifica com a finalidade do programa Em Frente Brasil.

A Secretaria Especial de Articulação Social (SEAS/SEGOV) tem coordenado esforços no sentido de mapear iniciativas, programas e ações desenvolvidas pelos ministérios que contribuem para o avanço dos ODS.

not 29 01 2020 2