Outras Notícias

Maioria dos brasileiros acredita que ONGs são confiáveis, mas apenas 18% doa dinheiro

not 10 02 2020 7
Pesquisa de título ONGs e OSCs, realizada pela AMBEV com a Ibope Inteligência, identificou muitos resultados interessantes para quem atua com mobilização de recursos. Um deles é que a doação de dinheiro aparece como uma das formas de doar que as pessoas acham que menos faz diferença – o que mostra o tamanho do nosso desafio junto à sociedade civil.

De forma geral, de acordo com a pesquisa, o termo “ONG” é o mais conhecido em todo o país, quando comparado com “OSC” ou “Terceiro Setor”. Além disso, 50% dos respondentes informaram saber pelo menos um pouco sobre doações, enquanto 32% sabe bastante a respeito. Porém, quase 70% dos pesquisados nãos soube citar uma única organização em seu bairro ou cidade.

Quando perguntados sobre quem pode ajudar a dar mais oportunidade, considerando a desigualdade social no país, as ONGs ficam em quinto lugar apenas, atrás de governo, empresas, etc.

Apesar disso, a pesquisa também traz resultados positivos, como o fato de 78% das pessoas acreditarem que as ONGs melhoram a vida das pessoas com menos oportunidades e que fazem um trabalho relevante (76%). E 59% concorda que as ONGs são confiáveis, com apenas 10% discordando dessa afirmação.

Quando perguntados se contribuem para alguma ONG, 50% dos respondentes informou que sim, sendo que apenas 18% o faz com doações em dinheiro, 38% com doações de itens materiais, 18% com tempo (trabalho voluntário) e 14% com conhecimento profissional ou técnico. Além disso, apenas 25% dos brasileiros na pesquisa informa divulgar o trabalho das ONGs.

A pesquisa ONGs e OSCs foi realizada em todo o país, com 2840 entrevistas, e margem de erro de 2 pontos percentuais, considerando um nível de confiança de 95%. O público alvo foram indivíduos de todos os gêneros, com mais de 18 anos e das classes ABC.

O relatório da pesquisa, bem como os dados completos dela, estão disponíveis aqui.

Fonte: ABCR