Outras Notícias

Prêmio vai reconhecer 30 iniciativas de impacto social em resposta à Covid-19

not 27 08 2020 1

Folha e Schwab lançam concurso especial Empreendedor Social do Ano para lideranças que fazem diferença na pandemia no país

Eliane Trindade

A Folha e a Fundação Schwab lançam nesta segunda-feira (3) o prêmio Empreendedor Social do Ano em Resposta à Covid-19 para reconhecer lideranças de destaque no enfrentamento à pandemia no Brasil.

A edição especial do principal concurso de empreendedorismo social da América Latina recebe inscrições até 15 de setembro em três categorias: Ajuda Humanitária, Mitigação dos Impactos e Legado Pós-Pandemia.

O regulamento do concurso pode ser encontrado no site da Folha. Já as inscrições devem ser feitas pela plataforma Prosas, parceira do Empreendedor Social nesta edição especial do prêmio.

"O TOP 30 da área social é uma forma de a Folha contribuir para difundir e reconhecer as boas práticas no enfrentamento de uma crise sanitária, social e econômica sem precedentes", afirma Sérgio Dávila, diretor de Redação.

not 27 08 2020 2
Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress

ONGs, negócios sociais, movimentos, coalizões de grupos ou organizações e articulações multisetoriais vão poder se candidatar à premiação. Os finalistas de 2020 serão anunciados em novembro.

A suspensão da prêmio regular em sua 16a edição devido à pandemia foi seguida de articulação com parceiros e atores-chave do ecossistema de impacto social no Brasil para o redesenho do concurso em um cenário desafiador.

A Fundação Schwab, parceiro internacional do prêmio desde 2005, também caminhou na mesma direção, ao criar uma aliança global para acelerar ações em resposta à crise causada pelo novo coronavírus.

“Os empreendedores sociais e seus parceiros, que trabalham há anos para solucionar falhas de mercado e demonstrar modelos mais sustentáveis e inclusivos, são ainda mais cruciais para ´superarmos a crise gerada pela Covid-19”, afirma François Bonnici, diretor-executivo da Schwab.

As premissas da premiação foram traçadas por um conselho consultivo formado por 15 representantes da sociedade civil, do setor privado e do terceiro setor.

"Colaboração é a palavra que vai nortear o concurso deste ano", afirma Dávila, sobre o papel dos parceiros e apoiadores para a realização desta edição especial e também quanto ao perfil dos candidatos a Empreendedores Sociais do Ano da Covid-19.

“A maior crise dos nossos tempos demanda criatividade, resiliência e solidariedade. Não fosse o espírito empreendedor do brasileiro nosso país estaria numa situação ainda pior”, afirma Carlo Pereira, secretário-executivo da Rede Brasil do Pacto Global, novo parceiro do Empreendedor Social.

Nesta edição, o prêmio busca iniciativas que tiveram atuação destacada para minimizar os efeitos da Covid-19, especialmente entre as populações mais vulneráveis.

not 27 08 2020 3
Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress

“A pandemia evidenciou de maneira inequívoca as desigualdades raciais no Brasil. Mas revelou também a força, a coragem e resiliência dos habitantes dos territórios vulnerabilizados pelo abandono social, que são protagonistas de ações exemplares de gestão de crise e redução de danos”, avalia Sueli Carneiro, fundadora do Geledés – Instituto da Mulher Negra, que também se soma aos parceiros do prêmio 2020.

Para além do caráter emergencial, o concurso vai reconhecer soluções inovadoras em áreas estratégicas como saúde, educação e mobilidade, entre outras.

A premiação olha para o futuro para reconhecer contribuições para a retomada e legados como aceleração no uso de tecnologia, influência em políticas públicas e ganhos em eficiência e gestão.

As inscrições são feitas na plataforma Prosas, parceiro da premiação que é referência em editais, com acesso também pelo folha.com/empreendedorsocial.

“Temos uma rede de empreendedores e organizações sociais espalhada por todo o país e muitos deles estão conduzindo iniciativas incríveis de combate à pandemia”, afirma Bruno Barroso, fundador do Prosas.

“Essa parceria com a Folha, além de uma honra, é uma forma de dar nossa contribuição para que essas histórias sejam identificadas e premiadas.”

EMPREENDEDOR SOCIAL DO ANO EM RESPOSTA À COVID-19

Quem pode participar
  • - Empreendedores sociais maiores de 18 anos residentes no Brasil
  • - OSCs, ONGs, associações, fundações, cooperativas, organizações religiosas, movimentos, redes, coalizões de grupos ou organizações, articulações multisetoriais, coletivos, iniciativas inovadoras e negócios de impacto
Principais Prêmios
  • - Bolsas de estudo em instituições como Harvard, Fundação Dom Cabral e ESPM
  • - Participação em fóruns nacionais e internacionais, promovidos por Idis, ICE e British Council
  • - Fast-track para fazer parte das principais redes de empreendedores sociais do mundo
  • - Consultoria jurídica da SBSA Advogados
  • - Programas de aceleração e mentoria oferecidos por Artemisia, Din4mo e Yunus
  • - Visibilidade em todas as plataformas da Folha
Ao ampliar para 30 o número de finalistas, a premiação vai reconhecer desde as grandes iniciativas de alcance nacional até aquelas comunitárias. O prêmio 2020 não vai eleger um vencedor por categoria, mas uma lista dos dez destaques em cada grupo.

É uma forma de refletir o momento histórico para a filantropia e para o investimento social privado no país, com mobilização e articulação em escala inédita entre sociedade civil, poder público e empresas.

O público vai poder participar por meio da categoria "A Escolha do Leitor". A votação popular envolve o conjunto de finalistas e será feita no site da Folha.

Os finalistas são agraciados com uma série de benefícios entre cursos e mentorias e seleção para programas especiais, que somam mais de R$ 400 mil.

Os candidatos selecionados ganham projeção nacional e internacional, reforçada pelo alto nível de qualificação e pelo networking oferecidos pelos parceiros, pela Rede Folha de Empreendedores Socioambientais e pela Rede Schwab.

“A Fundação Schwab tem orgulho de fazer parceria com a Folha de S.Paulo por mais de 16 anos, premiando inovadores sociais do Brasil que não estão apenas impulsionando transformações mas também mudando organizações e sistemas para um futuro mais justo, inclusivo e sustentável”, afirma Bonnici.

O Empreendedor Social do Ano em Resposta à Covid-19 tem patrocínio de Ambev e Coca-Cola e apoio da Vedacit. Conta com parceria estratégica de Ashoka, British Council, ESPM, Fundação Dom Cabral, Prosas, Pacto Global e UOL.

Fonte: Folha