Outras Notícias

Cartilha do programa Ambev VOA oferece dicas a organizações

Empresa dispobibiliza material voltado para conhecimento de gestão de recursos e processos a OSCs.

not 03 02 2021 6
A publicação está disponível gratuitamente a todos no site da Ambev na parte do progra,a VOA. (crédito da imagem: divulgação)

O VOA, programa voluntário de compartilhamento de conhecimento em gestão de recursos e processos para ONGs da Ambev, disponibiliza uma cartilha gratuita sobre como começar uma ONG, dicas para itens fundamentais para ter sucesso no projeto, depoimentos de quem está envolvido com o trabalho do VOA e passo a passo de mentoria das organizações, e a realidade pós-pandemia com a pesquisa da Ambev em parceria com o Instituto Datafolha em que revela como ficam as ONGs com o impacto do COVID-19.

A publicação contextualiza o programa da Ambev voltado na formação de responsáveis de organizações e negócios sociais para uma gestão mais eficaz e os princípios envolvidos com depoimentos de participantes.

A cartilha ainda explica resumidamente temas fundamentais para a organização: missão, visão e valor; público-alvo; objetivos; estratégia e tática de ação; trabalho em equipe; acompanhamento de evolução; modelos de gestão; captação de recursos, planejamento financeiro e gestão de projetos.

Finaliza ainda com impactos da pandemia neste segmento com alguns números da pesquisa, como: 61% deixaram de atender ou oferecer algum serviço durante a pandemia, 63% receberam doações durante a pandemia, 85% pretendem o número de pessoas atendidas, 42% apontam falta de apoiadores financeiros como maior dificuldade, 61% não conseguiram atender mais pessoas durante a pandemia, 30% tiveram dificuldade em manter os beneficiários engajados nos projetos e 19% relatam falta de equipamentos para manter o trabalho e a comunicação de forma remota.

Em linguagem bem acessível, a publicação possui 26 páginas e está disponível gratuitamente a todos no site da Ambev na parte do programa VOA, em Saiba Mais: https://www.ambev.com.br/voa/

Fonte: Setor 3