Outras Notícias

Artemísia impulsiona a prática de negócios sociais em todo o Brasil

not fundacao 03 12 2012 2Soluções na área de saúde, educação e serviços financeiros são seu foco.

Braço da organização americana Potencia Ventures, que atua em países emergentes em busca de novos modelos de negócios sociais, a Artemísia impulsionou mais de 45 novas empresas brasileiras nos últimos oito anos. A instituição apoia negócios de setores que se definem como "estruturantes", ou seja, saúde, educação e serviços financeiros, apostando em ideias que tragam impacto social para a base da pirâmide. "Promovemos o crescimento de negócios que têm grande espaço para crescimento e, consequentemente, igual potencial para lucro", explica o economista Renato Kiyama, coordenador da Aceleradora de Impacto da instituição.

 A organização recebe cerca de 400 indicações de novas empresas por ano, das quais seleciona cerca de 10 para apoiar. Os negócios selecionados passam 5 meses no processo de aceleração. Nesta etapa, a Artemísia ajuda os novos empresários na definição do modelo de negócio. "Quando eles estão prontos para o mercado, apresentamos a empresa para nossa cartela de contatos estratégicos e pessoas interessados em investir", explica Kiyama. Só este ano, a instituição conseguiu repassar mais de R$ 10 milhões para os negócios que está promovendo. Depois de capacitar e conseguir investimento, a organização atua no marketing, assessoria de imprensa e promoção desses novos negócios.

Para encontrar novos empreendedores, a Artemísa conta com um time de 109 pesquisadores que buscam projetos com este perfil em 24 cidades do Brasil. Além desse time de pesquisadores, qualquer novo empreendedor pode entrar no site da instituição e inscrever seu projeto. Além disso, a instituição criou a rede Choice, só como estudantes universitários interessados na criação de negócios sociais. "São mais de 10 mil estudantes das principais universidades do país. Nós acompanhamos estes estudantes em grupos de estudo, fazemos conferências e replicamos o conceito de negócios sociais entre jovens empreendedores", conta.

Fonte: Ação