Outras Notícias

Indenização paga pela Petrobras será destinada a projetos ambientais

not 22 02 2022 3
Vazamento de óleo em 2000 foi o pior acidente ambiental da história do Paraná| Foto: Edson Silva / Arquivo Gazeta do Povo

Petrobras pagará indenização de R$ 1,4 bilhão por acidente ambiental no Paraná ocorrido em 2000. Desse total, R$ 120 milhões serão destinados a projetos ambientais. ONGs, universidades e municípios podem enviar propostas até 15 de março

O governo do Paraná está convidando ONGs voltadas à defesa do meio ambiente, universidades e municípios para apresentarem projetos que serão financiados com parte da verba de indenização paga pela Petrobras.

A Petrobras realizou um acordo com o governo do Paraná, a prefeitura de Araucária e o Ministério Público, homologado na Justiça e pagará uma indenização de R$ 1,4 bilhão. Desse valor, 66%, que correspondem a R$ 930 milhões, serão destinados ao Fundo Estadual de Meio Ambiente (Fema), dos quais R$ 120 milhões devem ser destinados aos projetos das ONGs.

Outros 33% do total da indenização, o que corresponde a R$ 470 milhões, serão destinados ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos, vinculado ao Ministério da Justiça. O valor pode ser distribuído para todo o Brasil, mas a Sedest orienta que ONGs, universidades e municípios do Paraná também apresentem projetos para que os fundos sejam destinados ao estado onde aconteceu o acidente ambiental.

A empresa está sendo cobrada por um grande acidente ambiental ocorrido em 2000, com o vazamento de 4 milhões de litros de óleo da Repar, em Araucária, contaminando o rio Iguaçu.

O período para envio das propostas para o recurso do fundo federal vai até 15 de março de 2022. Apenas depois desta data, a Sedest irá receber projetos para serem financiados com os R$ 120 milhões do fundo estadual.

Fonte: Gazeta do Povo