Outras Notícias

Juízes, defensores e servidores criam ONG para ajudar idosos

Trabalho alerta para direito dos idosos e realiza pesquisas sobre envelhecimento no Brasil

not 03 08 2022 6-01
(crédito: Reprodução)

Um grupo de profissionais se uniu para a criação de uma ONG destinada a assegurar os direitos dos idosos e desenvolver estudos sobre o envelhecimento no Brasil. O Instituto Parentalidade Prateada (IPP) reúne a participação de servidores públicos, médicos, professores, advogados, juízes, defensores, engenheiros e artistas.

Segundo a ONG, a atuação terá representação nacional e internacional, como instrumento de intervenção política e técnico-científica, ajustado aos interesses da sociedade e aos direitos e responsabilidades de exercício da cidadania em temas de envelhecimento e longevidade.

“No Brasil temos quase 33 milhões de idosos que vivem numa sociedade que ainda não está preparada para reconhecer os especiais valores que este grupo social possui. Ao contrário, a violência é a tônica que marca as relações entre família, instituições e comunidade, de um lado, e os idosos, de outro”, destacou o juiz Fábio Esteves, diretor do IPP.

O grupo já está realizando campanhas de conscientização sobre a violência contra o idoso, além de elaboração de estudos sobre envelhecimento, sobre os direitos dos idosos e soluções para a redução das desigualdades da faixa etária e consultoria para instituições.

O contato com a ONG pode ser feito a partir do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Fonte: Correio Braziliense