Outras Notícias

Brasil ultrapassa 1 bilhão de reais doados publicamente em 2022

not 24 10 2022 6

O Brasil está cada vez mais generoso e atingiu um recorde nas últimas semanas, ocupando a 18ª posição dos países mais solidários do mundo, de acordo com o World Giving Index 2022, da organização britânica Charities Aid Foundation (CAF), representada no Brasil pelo IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social. Em 2021, o país ocupava a 54ª colocação no ranking geral. A pesquisa também registrou pelo quinto ano consecutivo que o país mais generoso do mundo é a Indonésia, seguido pelo Quênia, em segundo lugar.

Como indicador dessa onda de solidariedade, em outubro o Monitor das Doações contabilizou mais de R$ 1 bilhão de doações anunciadas em 2022, por 331 doadores diferentes, dos quais 207 doadores individuais, 93 doadores corporativos e 23 instituições sem fins lucrativos, dentre outros.

Na lista de principais doadores do país destacam-se as empresas públicas, como o BNDES, com R$ 412 milhões e a Petrobras, com R$ 280 milhões anunciados em doação. Já dentre as empresas aparecem na lista em primeiro lugar a Companhia Estadual de Águas e Esgotos – CEDAE, com R$ 70 milhões, a Cargill, com R$ 56 milhões, a Gerdau, com R$ 40 milhões, a Cacau Show, com R$ 20 milhões, e o Grupo Heineken, com R$ 15 milhões.

Os principais doadores individuais deste ano incluem Lia Maria Aguiar, com R$ 40 milhões, Bernardo Paz, com R$ 25 milhões, Família Ribeiro, com R$ 10 milhões, Elie e Susy Horn, com R$ 1,4 milhão, Gisele Bundchen, com R$ 1,1 milhão, Wesley Safadão, com R$ 760 mil, Família Frankel, com R$ 720 mil, e Anitta, com R$ 500 mil.

As doações também aconteceram por iniciativa das organizações sem fins lucrativos, aparecendo em primeiro lugar no ranking o Movimento Bem Maior, com R$ 9 milhões doados, seguida por Hospital Albert Einstein, com R$ 7 milhões, Fundação José Luiz Egydio Setúbal, com R$ 3 milhões, Instituto Sociedade, População e Natureza, com R$ 3 milhões, e Fundação FEAC, com R$ 2 milhões.

Para João Paulo Vergueiro, diretor executivo da ABCR, que lidera o Monitor, “as empresas públicas se destacam neste ano e são empresas com longa tradição em doações. Também é merecedor de nota o fato de que temos muitas celebridades e artistas doando, como Anitta, Gusttavo Lima, etc. O exemplo deles ainda mais pessoas a doar”.

A maior parte das doações anunciadas tem como objetivo o desenvolvimento do país, e apenas 3% foram para emergências, como as enchentes em Petrópolis e Recife. Mais de 60% do total das doações têm origem em empresas públicas, 28% de empresas privadas, 7% em pessoas físicas e 2% em fundações e associações privadas.

Uma iniciativa da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), com o apoio do GIFE (Grupo de Institutos Fundações e Empresas), o Monitor das Doações contabiliza doações anunciadas publicamente com valor igual e/ou superior a R$ 3 mil e que são divulgadas publicamente. Para acompanhar o Monitor das Doações, acesse em www.monitordasdoacoes.org.br.

Informe sua doação

Além de acompanhar as notícias públicas sobre doações em jornais, revistas, etc., o Monitor também oferece a possibilidade de os doadores informarem diretamente as contribuições filantrópicas para que elas sejam inseridas. Para tornar pública a doação e o nome de quem doa é necessário enviar um e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. com informações sobre a doação (ou doações) e o valor.

Fonte: ABCR