Outras Notícias

FEAC promove cultura de doação e lidera mobilização do Dia de Doar

not 08 11 2022 5

O Dia de Doar é um movimento mundial que estimula a solidariedade e a cultura de doação junto a pessoas, empresas e organizações

Em 2022, o Brasil entrou na lista dos 20 países mais solidários do mundo no ranking World Giving Index, da organização britânica Charities Aid Foundation, representada no Brasil pelo Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social.

Também neste ano, a Fundação FEAC ficou entre as cinco organizações sem fins lucrativos que mais doaram no país, segundo revelou o Monitor de Doações, ferramenta da Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR).

Os dados refletem o fortalecimento da cultura de doação no Brasil nos últimos anos, impulsionada pelos efeitos da pandemia e da crise econômica na vida da população, especialmente a mais vulnerável. Para alavancar ainda mais esse movimento, a FEAC lança esta semana, em Campinas, a versão regional da campanha global Dia de Doar, um movimento mundial que estimula a solidariedade e a cultura de doação junto a pessoas, empresas e organizações.

A FEAC mobilizará mais de um mês de doações – até o dia 29 de novembro – data oficial do Dia de Doar 2022. Tudo o que for arrecadado será entregue às organizações da sociedade civil (OSC) no dia 5 de dezembro, Dia Internacional do Voluntário.

Metas de doações: crianças precisam de calçados

A estratégia desse ano foi elencar junto aos públicos com os quais a Fundação FEAC trabalha as suas reais demandas, explica Marcela Doni, analista de projetos da FEAC. “Por exemplo, durante a construção da proposta acreditávamos que arrecadar material escolar seria algo interessante para o público infantil. No entanto, quando chegamos até o público, vimos que o que eles precisam é de calçados”, destaca.

A partir desse levantamento, a FEAC criou oito metas de doações que beneficiarão mais de 5 mil pessoas em situação de vulnerabilidade social de Campinas, por meio das OSC parceiras – uma novidade em relação às edições anteriores. As metas vão ajudar na mobilização das doações, conectando pessoas a causas, o que contribuiu para ampliar ainda mais o impacto positivo do Dia de Doar.

Entre elas, há organizações que acolhem crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, pessoas com deficiência, idosos de instituições de longa permanência e gestantes em situação de risco. De acordo com seu público, cada OSC tem demandas e necessidades distintas.

“Neste ano decidimos ter metas bem definidas porque entendemos que, ao trazer essa identificação com as causas atendidas pelas organizações, a gente estimula as pessoas e empresas a doarem”, diz Daniela Vieira, líder do Programa de Cidadania Ativa da Fundação FEAC. Por outro lado, Marcela acrescenta, essa estratégia “também permite a rastreabilidade das doações e saber o real impacto delas junto aos beneficiados”.

Serão doados kits de higiene pessoal e maternidade, equipamentos auxiliares de mobilidade, televisores, fraldas geriátricas e calçados infantis. Algumas das organizações que serão beneficiadas são Cidade dos Meninos, Lar Sã Doutrina, Mandiga de Favela, Centro de Apoio e Integração do Surdocego e Múltiplo Deficiente (Cais), Lar Alice de Oliveira e Centro de Saúde da Comunidade (Cecom).

Participe do Dia de Doar em Campinas. Para obter mais informações e fazer a sua doação acesse diadedoarcampinas.org.br.

Contraponto solidário

O Dia de Doar surgiu nos Estados Unidos em 2012 com o nome de #GivingTuesday (terça-feira da doação, em português), justamente como um contraponto solidário à Black Friday, também criada naquele país. Por isso, o Dia de Doar acontece sempre na terça seguinte à sexta-feira do consumo. Neste ano, também coincidirá com a Copa do Mundo 2022, que serviu de inspiração para o material de divulgação da campanha.

O Dia de Doar chegou ao Brasil em 2013 pelas mãos do Movimento por uma Cultura de Doação, coalizão da sociedade civil que tem como objetivo promover a solidariedade. Desde o início, a data é organizada por um dos membros do grupo, a Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR). No mundo todo, 85 países participam do #GivingTuesday.

Por Natália Rangel

Fonte: GIFE