Outras Notícias

Lançamento da 4ª Edição do “Diálogos do Movimento Bem Maior”

not 22 12 2022 5
Imagem: Movimento Bem Maior | Divulgação

Acaba de ser lançada a quarta edição do “Diálogos do Movimento Bem Maior”, o espaço de reflexões e conversas do Movimento Bem Maior (MBM) sobre o papel da filantropia estratégica na construção de uma sociedade mais justa.

Dessa vez, o encontro falou sobre Filantropia e Colaboração e contou a com a presença de Bruno Aranha, Diretor de Crédito Produtivo e Socioambiental do BNDES; e deRubens Menin, Chairman da MRV e associado do MBM.

A mediação foi realizada por Carola Matarazzo, diretora executiva do MBM, que falou sobre a importância da parceria entre o Movimento Bem Maior e o BNDES, ambos reconhecidos no investimento em causas sociais e no combate às desigualdades do país.

“Nossa ideia é falar sobre a importância de ações colaborativas para o avanço da filantropia estratégica e da potencialização do impacto social entre instituições públicas, organizações sociais, elite econômica brasileira, para a construção de soluções para as causas sociais”, explica ela.

Bruno Aranha complementa falando sobre o papel do Terceiro Setor nesse cenário. “As organizações sócias são fundamentais pelo conhecimento que têm da ponta, da realidade e dos desafios que o Brasil possui. Elas têm esse conhecimento e a capacidade de construção conjunta com as pessoas que serão impactadas pelos projetos. Então, essa sensibilidade, do que funciona ou não, e de articulação com a base, que deve fazer parte dessas soluções, é o grande valor das organizações sociais”.

Rubens Menin, por sua vez, reconhece a relevância do empreendedorismo no fortalecimento das causas sociais: “O empreendedorismo talvez seja um investimento de onde temos o maior índice de multiplicação social. Quando damos oportunidade ao empreendedor, ele cresce muito e traz muita coisa consigo”.

Sobre o Movimento Bem Maior

O Movimento Bem Maior é uma organização social sem fins lucrativos que tem a missão de fortalecer o ecossistema filantrópico do Brasil, a partir de investimento, apoio e capacitação de iniciativas que atuam nas raízes das desigualdades do país.

Por meio da articulação de parcerias, a organização forma redes que promovem a cultura de doação e multiplicam o impacto positivo nas causas da nossa sociedade.

Fonte: Observatório 3º Setor