Outras Notícias

Institutos se unem para promover acesso à saúde entre vulneráveis

Por meio do programa Saúde+, os institutos Sabin e Horas da Vida utilizarão a telemedicina para democratizar o acesso à saúde, com consultas e exames gratuitos

not 20 07 2021 4
Foto: Adobe Stock | Licenciado

O Instituto Sabin e o Instituto Horas da Vida firmaram uma parceria para oferecer, por meio do programa Saúde+, que existe desde 1999, tratamento completo e gratuito de atenção primária via telemedicina. O foco para esse atendimento são as pessoas em situação de vulnerabilidade acompanhadas por mais de 40 organizações do terceiro setor em 12 estados e no Distrito Federal.

Por meio da plataforma de telemedicina, disponibilizada pela Filóo Saúde, os médicos poderão atender os beneficiários de organizações sociais nos estados do Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Roraima, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Vale pontuar que cada organização terá um responsável por realizar o agendamento das teleconsultas para os beneficiários. O programa Saúde+ oferece a entidades sociais a realização de exames laboratoriais gratuitos para seus atendidos.

Com a parceria entre os Institutos, os exames poderão ser realizados nos laboratórios do Grupo Sabin de Medicina Diagnóstica. A proposta é auxiliar na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis (DCNTs) e oferecer o diagnóstico e tratamento de patologias para quem enfrenta obstáculos para ter acesso à saúde na atenção primária.

Até dezembro de 2021, o programa irá oferecer atendimento gratuito nas seguintes especialidades: Clínico Geral, Dermatologia, Ginecologia e Pediatria. A consulta é realizada por vídeo no computador ou celular. Na hora marcada, o médico estará disponível na plataforma de telemedicina para iniciar o atendimento.

Para saber mais, acesse o site do Instituto Horas da Vida.

Fonte: Observatório do 3º Setor