Outras Notícias

APF prestigia inauguração do novo Centro Obstétrico do HAOC em Indaiatuba


not 23 02 2017 4Edson Rogatti - Presidente da CMB e da FEHOSP, Dora Silvia Cunha Bueno e Marcio Moreira,
Presidente da Fundação Leonor de Barros Camargo


A convite do Presidente da Fundação Leonor de Barros Camargo, Marcio Moreira e do Superintendente do Hospital Augusto de Oliveira Camargo - HAOC, Renato Sargo, a Presidente da APF, Dora Silvia Cunha Bueno prestigiou a inauguração na última quinta-feira, dia 16 de fevereiro, do novo Centro Obstétrico do Hospital.

O Hospital Augusto de Oliveira Camargo, unidade I da Fundação Leonor de Barros Camargo, associada da APF, é registrado no CNAS como Entidade Beneficente de Assistência Social, e vem ao longo das últimas oito décadas, prestando atendimento à população carente da cidade e região, obedecendo à vontade de seus fundadores, o casal Augusto de Oliveira Camargo e Leonor de Barros Camargo.

Com o Centro Obstétrico é possível que a gestante seja acompanhada por um familiar desde o pré-parto até o pós-parto imediato, promovendo um ambiente com privacidade, tranquilo e seguro para a parturiente e seu acompanhante. O conceito abrange protocolos que vão desde a admissão da gestante no Centro Obstétrico, o momento do parto e logo após o nascimento do recém-nascido, realizar contato pele a pele e incentivar o aleitamento materno. Após a realização destes três ciclos, mamãe e bebê são encaminhados para a maternidade, onde permanecem pelo tempo necessário para a alta clínica.
O Centro abrigará cinco quartos PPP com banheiro, posto de enfermagem, conforto médico, sala de espera, sala de parto cirúrgico e parto normal e sala de avaliação e recepção de recém-nascidos. O espaço conta ainda com expurgo, depósito de material de limpeza e banheiros para funcionários.

Em 2016, foram realizados 2010 partos na maternidade do Haoc, 909 foram partos normais e 1101 cesáreas, atendimentos do SUS, Convênios e particulares, uma média mensal de 75 partos normais e 91 cesáreas.

O Centro Obstétrico recebeu o nome de “Maria Carolina Ambiel” em homenagem à enfermeira e parteira que trabalhou em Indaiatuba no início do século passado. Segundo registros do Centro de Memória da Colônia Helvetia, Maria Carolina acompanhou ou executou mais de 2 mil partos normais. Maria Ambiel, como era conhecida, nasceu em Indaiatuba no dia 12 de fevereiro de 1895 e faleceu no dia 27 de novembro de 1973, também em Indaiatuba, onde morou a vida toda. Solteira, filha de Anton Ambiel e Tereza Amstalden Ambiel estudou enfermagem no Hospital Santa Catarina, em São Paulo e atuou em Indaiatuba como parteira, principalmente na zona rural, sem nada cobrar pelo seu trabalho.


not 23 02 2017 2Dora Silvia Cunha Bueno e Renato Sargo - Superintendente do HAOC


not 23 02 2017 3